Temer critica ‘torcida organizada pelo fracasso’ e desafia: ‘Quero ver fazer’


Um pronunciamento que foi ao ar em cadeia nacional de rádio e TV na noite desta sexta-feira (20), o presidente Michel Temer criticou a “torcida organizada pelo fracasso” do governo e afirmou que “muitos teimam em não perceber” o que chamou de vitórias e mudança em curso no país.

A fala foi gravada na última quarta (19). Conforme a colunista do G1Andréia Sadi, inicialmente, Temer chegou a discutir, com auxiliares e ministros, utilizar parte do pronunciamento para se defender de uma eventual terceira denúncia a ser apresentada pela Procuradoria Geral da República. Ele, porém, decidiu não fazer nenhuma menção ao assunto na fala.

“É fácil bater no Michel Temer! É fácil bater no governo, é fácil só criticar. Quero ver fazer, quero ver conquistar! Quero ver construir e realizar o que nós conseguimos avançar em tão pouco tempo”, disse o presidente no pronunciamento.

“A torcida organizada pelo fracasso tenta bater bumbo, tenta perder o jogo todos os dias. A verdade é que o Brasil virou esse jogo. Alcançamos, nesses dois anos, vitórias expressivas, recordes após recordes, mas muitos teimam em não perceber a mudança”, completou Temer.

No pronunciamento, o presidente também abordou a história de Joaquim José da Silva Xavier, ícone da Inconfidência Mineira, movimento que defendeu a independência do Brasil em relação a Portugal. Tiradentes foi enforcado e esquartejado em 21 de abril de 1792.

“Que nesse 21 de abril, lembremos que Tiradentes foi acusado e condenado por lutar e defender um Brasil livre, forte e independente. Ao final, a história lhe deu a vitória maior. Seu exemplo de luta é exemplo para todos nós que trabalhamos para trazer mais conquistas ao Brasil”, declarou o presidente.

O presidente não mencionou na mensagem as denúncias que foram apresentadas contra ele pela Procuradoria Geral da República, em 2017, e o inquérito dos portos, que apura se ele editou um decreto para beneficiar empresas do setor portuário em troca de propina. Ele nega as suspeitas.

Temer também destacou na fala a “liberdade da democracia, do direito de ir e vir, de pensar e expressar-se”, e voltou a reforçar a necessidade de seguir a Constituição, já que desrespeitá-la é “criar insegurança e instabilidade entre pessoas e instituições”.

G1

Previous Campina Grande -PB deve vacinar mais de 100 mil pessoas contra gripe
Next Eduarda Brasil se emociona ao receber homenagem na CMJP

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *