PC: vítimas de ‘agulhadas’ devem colaborar e câmeras serão usadas


O delegado da 10ª Seccional, com sede em Campina Grande, Henry Fábio Ribeiro, afirmou nesta quinta-feira (14) que a Polícia Civil intimou todas as vítimas que procuraram o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande supostamente atacadas por agulhadas.

De acordo com Henry, das 31 supostas vítimas apenas 2 procuraram a delegacia, por livre e espontânea vontade.

“Intimamos todas as pessoas que deram entrada no Trauma e estamos marcando para conversar. Fomos com uma das vítimas no Parque do Povo para identificar o local e hora que ela foi agredida para buscarmos junto às câmeras de segurança”, disse.

Seis pessoas já foram ouvidas e todos serão submetidos a fazer o exame de corpo de delito.

“Peguei a relação de todas as pessoas que deram entrada e vou escutar uma por uma. Já ouvi seis e de apenas uma consegui a confirmação de que tinha sido realmente furada com agulha e deu informações de horário e local. Levamos ela fisicamente ao parque do povo para ver a câmera exata. Algumas pessoas já foram escutadas e outras vão ser intimadas. Estamos tentando identificar a materialidade do crime através das câmeras e das características dos agressores passadas pelas vítimas. Temos um perfil determinado (dos agressores) e é mais de um agressor agindo”, contou o delegado.

Redação com Arapuan

Previous Homem é preso em São Mamede Paraíba suspeito de estuprar a própria filha
Next Gilberto Kassab diz que PSD deve apoiar Alckmin

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *