Justiça ouve testemunhas no processo contra Berg Lima; caso volta à tona e população questiona recebimento de salário de R$ 20 mil


A Justiça de Bayeux ouve, na tarde desta segunda-feira (04), testemunhas no processo de improbidade administrativa, movida contra o prefeito afastado do município Berg Lima. No total, três testemunhas de acusação e seis de defesa serão ouvidas.

Os dados podem ser conferidos no Sagres Online, que traz outro dado peculiar: no mês de abril, Bayeux foi o único município brasileiro que pagou o salário de 3 prefeitos, o de Berg, o do vice-prefeito que assumiu interinamente a vaga após a prisão de Berg, Luiz Antonio e do atual prefeito, Noquinha, que foi elevado ao posto após a Justiça determinar o afastamento de Luiz Antônio após publicação de um vídeo onde o prefeito interino aparecia pedindo dinheiro a um empresário para divulgar um vídeo que prejudicaria o então prefeito Berg Lima.

Só com o salário de Berg, que passou 146 dias preso no 5º Batalhão de Polícia Militar da Paraíba e continua afastado e respondendo criminalmente por peculato, o município desembolsou desde a sua prisão, R$ 240 mil.

No último mês de maio populares realizaram um ato público para pedir na Justiça a suspenção do pagamento do salário de Berg Lima.

PB Agora

Previous TACs disciplinam festa de São João e Festa das Neves em JP
Next Inteligência artificial é mais rápida no diagnóstico de câncer

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *