Facebook coleta histórico de chamadas e SMS, relatam usuários


O Facebook está coletando o registro de chamadas e mensagens SMS de usuários há anos. A informação começou a ser relatada por usuários nas redes sociais na semana passada, após a divulgação de que a empresa Cambrige Analytics recebeu dados pessoais de 50 milhões de pessoas.

Ao todo, o Facebook coletou 710 ligações de números distintos e 748 mensagens de SMS destinadas a McKay.

Qualquer usuário pode ter acesso as informações armazenadas pelo Facebook e fazer download delas. É possível solicitar os dados em “Configurações” ao entrar na rede social por um computador. Neste link, o próprio Facebook ensina o passo-a-passo.

A rede social consegue essas informações quando o usuário permite o acesso aos contatos, quando loga no bate-papo do aplicativo Messenger, ou ao baixar o aplicativo da rede social. O programa apresenta condições como “ler seus contatos”, “ler compromissos e informações confidenciais” da Agenda, “ler suas mensagens de texto (SMS ou MMS)” e “ter acesso total à rede”.

Outras pessoas contaram que seus dados pessoais estão sendo armazenados. “O arquivo do Facebook contém informação sobre cada ligação e mensagem de texto que eu fiz durante cerca de um ano”, disse o escritor Mat Johnson em um tuíte.

Johnson afirmou que a maioria dos registros foram realizados em 2017 e que o sistema operacional de seu smartphone é o Android (pertencente ao Google). Segundo o site especializado em tecnologia The Verge, ainda não há relatos de usuários do iOS (sistema operacional da Apple) que tiveram os dados coletados.

Segundo o site Ars Technica, a coleta de dados do Facebook ocorreu durante o período em que o controle sobre as permissões no Android eram menos restritas. Recentemente, o Google mudou esse processo para que fique mais claro aos usuários a quais dados os aplicativos terão acesso, mas os desenvolvedores ainda podem receber registros de ligações e SMS até que a empresa descontinue a antiga tecnologia de interface de programação de aplicativos (API).

O Facebook pronunciou-se neste domingo sobre o caso. De acordo com o site, importar contatos do dispositivo do usuário é bastante comum entre os aplicativos de mídia social e serviços. “É uma maneira de encontrar facilmente as pessoas com quem você quer se conectar”, disse a empresa em comunicado em seu site.

A rede social argumenta que o usuário tem controle total das informações compartilhadas. “Nós nunca venderemos esses dados, e esse recurso não coleta o conteúdo de suas mensagens ou ligações”, diz o texto.

Veja

Previous Palmeiras bate o Santos nos pênaltis e avança à final do Paulistão
Next Veja como ficam shoppings e serviços no feriadão da Semana Santa

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *